2 Comments

  1. Anabel Vieira
    15 de Março de 2018 @ 22:33

    Lendo seu relato, lembrei de minha vó, pois aprendi o crochê com ela. Minha mãe ficava brava comigo, pois eu deixava de estudar pra fazer o crochê. Sei bordar ponto cruz, vagonite, Hardanger( Adoro), arraiolo, xadrez, cartonagem, pedraria e outras coisitas. A costura criativa só apareceu a pouco tempo e estou apaixonada. Sei que é ruim não ter um foco numa arte só, mas gosto de aprender um pouco de cada coisa é isso me faz eclética, se é que posso chamar assim,e com isso ensino um grupo de mulheres onde trabalho. Sou Assistente Social em uma OSC e coordeno um SCFV – SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. E acabo ensimando um pouco do que sei a elas. Ouço muitos relatos de mulheres que se curaram da depressão através do artesanato. Isso é maravilhoso. Nos dá energia e pra mim é muito gratificante. Valeu Rubia! Beijos

    Reply

    • rubiarubita
      21 de Março de 2018 @ 13:57

      Que maravilhoso! E, o melhor ainda, é você passar seus conhecimentos para as outras pessoas! ❤️

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *